Your browser does not support JavaScript!


REGULAMENTO

§1 GLOSSÁRIO

1. Vendedor - TRANSIT CENTER com sede em Pędzewo, 87-134 Zławieś Wielka, POLÓNIA. NIF: 554-123-18-48, NIRE (Número de Identificação do Registro de Empresas): 091432757.
2. Loja – serviço de Internet pertenecente ao Vendedor, disponível sob o domínio www.transitcenter.pt, através do qual o Comprador pode encomendar.
3. Comprador – qualquer entidade encomendante na Loja (seja Consumidor ou não).
4. Consumidor - Comprador que é uma pessoa física que faz a ação legal (contrato de venda através da Loja) relacionada não direitamente com a sua atividade empresarial ou professional (art. 221 do Código Civil polonês).
5. Usuário – uma pessoa que tinha se registrado e criado uma conta através de preencher um formulário de inscirção disponível no www.transitcenter.pt pertenecente à Loja.
6. Conta – espaço no servidor da Loja disponível para o Usuário onde compartilha os seus Dados Pessoais e onde é amazenado o histórico de pedidos feitos pelo Usuário.
7. Dados Pessoais – informação sobre uma pessoa física identificada ou identificável coletada no formulário de inscrição disponível no www.transitcenter.pt processada pela Loja para a execução correta de pedidos ou outras finalidades operacionais e de marketing.
8. Processamento de Dados Pessoais – transformção, recolha e utilização para as necessidades de Dados Pessoais em conformidade com a Lei de 29 de Agosto de 1997 sobre a Protecção de Dados Pessoais (texto unificado: Diário das Leis polonês 2002, no 101, pos. 926, com alteraçoes).
9. Regulamento – o presente regulamento.
10. Mercadoria – bens movies disponíveis na Loja, em particular peças de automóvel novas e usadas.
11. Pedido – declaração de intenções do Comprador que leva diretamente á entrar em um contrato de venda de bens à distância através da Loja, que define pelo menos o tipo e número de bens.

§2 DISPOSIÇÕES GERAIS

1. O Regulamento estabelece as regras de celebração e execução do contrato de venda de mercadorias da página da Loja.
2. Para encomendar na Loja é preciso ter dispositivos para acessar os recursos de Internet, correio eletrônico e navegador que permitem a exibição de páginas da Web.
3. A Mercadoria à venda é apresentada pela Loja no momento de encomendar.
4. Os preços mostrados ao lado da Mercadoria são dados em zloty polonês (PLN) e incluem IVA. Os preços da Mercadoria dirigida ao exterior são expressos em euros (€) ou libras (GBP).
5. A oferta do Vendedor na Loja é vigente na Polónia e na União Europeia, a menos que alguma coisa diferente resulte da descrição da Mercadoria.
6. O Vendedor tem direito de alterar os preços de Mercadoria, introduzir e retirar as Mercadorias, conceder descontos em Mercadorias, realizar e cancelar as promoções na Loja. Isso não restringe de forma alguma os direitos adquiridos pelo Comprador ou seja as mudanças não se aplicam aos pedidos que foram feitos pelo Comprador.
7. É proibido as pessoas que usam a Loja (incluindo os Compradores) publiquem os conteúdos ilegais (por exemplo, nas opiniões sobre a Mercadoria).
8. Todos o logotipos das marcas “Ford”, “Ford Motor Company” e “Motorcraft”são usadas somente para fins informativos e comparativos.
9. Todo o conteúdo e gráficos colocados neste site são propriedade da Transit Center e estão protegidos por direitos autorais.

§3 QUALIDADE DE MERCADORIA

1. As peças novas vendidas na Loja vêm da produção atual e têm garantia completa dos fabricantes.
2. As peças usadas vendidas na Loja são importadas e são adecuadas para uso posterior. O estado das peças usadas está incluido na descrição das peças e corresponde ao estado real da peça descrita.
3. As fotografias das peças de reposição oferecidas são de autoria de TRANSIT CENTER. Tentamos que as fotografias apredsentadas refletem com precisão a aparência das Mercadorias.

§4 ENCOMENDAMENTO
1. O Vendedor permite encomendar na seguinte forma:

a) através da Loja – preenchendo o formulário interativo,
b) por telefone – entrando em contato com a nossa linha de apoio,
c) por correio eletrônico (e-mail): autopecas@transitcenter.pt.

2. A fim de fazer a Encomenda através da Loja é preciso: adicionar a Mercadoria selecionada para o Carrinho e depois sguir comforme conforme a informação na página da Loja. Fazer compras na Loja é possível tanto para Usuários registrados – com a sua Conta no servidor, como para Clientes que fazem a Encomenda sem registrar – se e sem criar a Conta.
3. Após fazer a Encomenda o Comprador recebe:

a) mensgem de correio eletrônico gerada automáticamente - que é confirmação do Vendedor de ter feito a Encomenda – com todos os termos e condições relevantes da Encomenda (em caso de ter feito a Encomenda através da página da Loja),
b) no prazo de um dia de trabalho após ter feito a Encomenda – a informação através da mensagem eletrônica ou por telefone, confirmando o recebemento da Encomenda para realização e celebração do contrato de venda de Mercadoria.

4. Em caso de confirmação pelo Comprador da informação incompatível enviada pela Loja referida no §4 par. 3 ponto b) do Regulamento, o Vendedor pede o contato pelo telefone especificado nessa informação ou através do correio eletrônico a fim de corregir a incompatibilidade.
5. A Modificação do conteúdo da Encomenda pelo Comprador é possível até que a Mercadoria ainda não fosse enviada. Para esta finalidade, entre em contato com o Vendedor por telefone ou através do correio eletrônico.

§5 DESPESAS DE ENTREGA
O Comprador cobre as despesas de entrega (os custos de envio). A entrega é realizada na area da Polónia e outros países que são membros da União Europeia. A entrega é através do serviço courier, de acordo com a lista de preços atual que é parte integrante do Regulamento (mais informação na pestana “ Envio”). Ao fazer a Encomenda e escolher o método de entrega, o Comprador aceita as despesas de entrega incluídas na lista de preços.

§6 CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

O Vendedor oferece os seguintes métodos de realização de pagamento:

a) Pago em efetivo às mãos do funcionário de serviço courier (pagamento em contra- reembolso)
b) Através de PayPal
c) Transferência bancária

§7 REALIZAÇÃO DE PEDIDOS
1. A condição de realizar a Encomenda feita pelo Comprador através da Loja é fornecer os dados pessoais reais e informação de contato (que permite a verificação e confirmação de Encomenda) ao preencher o formulário interativo. O contrato é considerado para ser aceito para a realização somente se estiver devidamente preenchido o formulário de Pedido. Fazer a Encomenda exige a aceitação do Regulamento.
2. Em caso de preenchimento errado ou incompleto do formulário interativo, o Vendedor fará todos os esforços para entrar em contato com o Comprador para confirmar a aceitação de Encomenda. Se a aceitação de Encomenda não pode ser confirmada no prazo de 3 dias, devido à falta de contato com o Comprador, a oferta do Vendedor em relação a Mercadoria encomendada não é vinculativa.
3. Durante a realização da Encomenda o Comprador recebe uma mensagem eletrônica com a informação sobre a alteração o status de Encomenda.
4. O estado da realização de Encomenda - o Comprador pode verificá - lo a qualquer momento na página da Loja.
5. O tempo médio de realização de Encomenda com entrega é de 4-7 dias de trabalho. Este tempo pode ser prorrogado por mais 3-4 dias de trabalho em caso de necessidade de trazer a Mercadoria do armazém do fabricante. O tempo máximo de realização de Encomenda é de até 30 dias. As Encomendas de Mercadoria com o tempo de realização diferente são enviadas após completer o conjunto ou seja após passar o tempo mais longo. Na notificação referida no §4 par. 3 ponto b) do Regulamento, o Comprador recebe a informação detalhada sobre a data de entrega da Mercadoria.
6. O Vendedor realize a entrega de Mercadoria através do serviço courier.
7. Os envios através do serviço courier são entregues à partir das 9.00 até as 17.00.
8. O Vendedor não pode determiner nem garantir o tempo exato de entrega da Mercadoria, por isso é preciso entarr em contato com o serviço courier no dia da entrega e dar os numerous dos conhecimentos de embarque colocados na informação referida no §7 par. 3 do Regulamento (sobre a alteração do estado de Encomenda).
9. Se o Comprador não estiver presente, o service courier deixa uma informação sobre o intento de formecer a Mercadoria em forma de aviso.
10. No primeiro dia após o intento de entrega, a Mercadoria é disponível para o Comprdor na filial local do serviço de courier, onde pode ser recolhida em pessoa – o endereço do serviço courier e todos os detalhes da remessa estão no aviso.
11. Se a Mercadoria não for recebida, o segundo dia após avisar, o serviço de courier vai voltar a tentar entregar.
12. O documento de venda é um recibo ou fatura IVA à pedido do Comprador recebida junto com a remessa.
13. O Vendedor reserva que algumas Mercadorias podem não estar disponíveis para embarque no exterior, caso em que a informação está na descrição da Mercadoria.
14. Em caso de não recolher os embarque enviado em contra- reembolso, o Vendedor pode pedir ao Comprador para a executar o contrato de venda com circunscrever o prazo e a ameaça de que, em caso de caducidade ineficaz retira - se do contrato de venda. Após o prazo, e a falta de resposta do Vendedor pode avisar o Comprador sobre a rescisão do contrato de venda. Neste caso, o contrato de venda será considerado nulo e o Vendedor pode exigir uma indemnização pelo incumprimento pelo Comprador.

§8 VERIFICAÇÃO DA REMESSA PELO COMPRADOR
Recomenda-se que o Comprador examine a Mercadoria ao receber o embarque do serviço courier. Em caso de danos o Vendedor recomenda fazer um protocolo de danos na presença do serviço de courier e informar prontamente o Departamento de Atendimento ao Cliente do Vendedor. Em caso de dificuldade de verificar a Mercadoria ou recusa para escrever um protocolo de danos pelo serviço courier, o Vendedor aconselha anotar os dados pessoais do empregado (nome, sobrenome e número de telefone) e a transferência imediata dessa informação ao Departamento de Atendimento ao Cliente do Vendedor.

§9 RETIRO DO CONTRATO ("RETORNO" DA MERCADORIA)
1. O Comprador com estatuto de Consumidor pode desistir do contrato de venda da Mercadoria comprada do Vendedor por qualquer razão fazendo uma declaração por escrito no prazo de 14 dias a partir do dia de entrega da Mercadoria (ou seja a partir do dia de receber a Mercadoria pelo Consumente). Para cumprir o prazo, é suficiente enviar a declaração antes da data estabelecida. O Comprador pode usar o modelo da declaração compartilhado pela Loja.
2. O direito de retirar o contrato não é concedido ao Consumidor nos seguintes casos:
as provisões das propriedades especificadas pelo Consumidor em sua Encomenda,
ou estreitamente associados à sua pessoa, as provisões, que devido à sua natureza não podem ser devolvidas ou cujo assunto é perecível.
3. Em caso de retirar o contrato, o Consumidor é obrigado a devolver a Mercadoria em estado inalterado, a menos que uma mudança era necessária na gestão ordinária.
4. O Consumidor é obrigado a devolver a Mercadoria imediatamente, o mais tardar 14 dias a partir da data de retirar o contrato.
5. O Consumidor, que se retirou do contrato envia a Mercadoria ao Vendedor a expensas próprias; o custo não é reembolsável.
6. O preço pago pela Mercadoria e despesas de entrega cobertas pelo Consumidor ao comprar a Mercadoria serão devolvidas pelo Vendedor no prazo de 14 dias a partir da data de retirada do contrato.
7. O Comprador sem estatuto de Consumidor não tem direito de retirar o contrato referido no § 9 par. 1 do Regulamento. Para tais Compradores as regras e os prazos para retirar o contrato são rigidos pelo Código Civil.
8. O Cliente é responsável por diminução do valor da Mercadoria como resultado de usá – la de uma forma que vai além do que é preciso para estabelecer a natureaza, características e funcionamento a menos que o comerciante não informasse o Consumidor sobre o direito de retirar o contrato de acordo com os requisites do art. 12 par. 1 ponto 9 da Lei de Direitos do Consumidor.
9. O direito de retirar o contrato celebrado fora dos estabelecimentos comerciais ou à distância não é concedido ao Consumidor em relação entre outros aos contratos:

1) de prestação de serviços se o comerciante fez um serviço completo com o consentimento expresso do Consumidor, que foi informado antes da disposição que após a disposição do empreendedor perderá o direito de retirar o contrato;
2) cujo objectivo é uma Mercadoria não-pré-fabricada, produzida de acordo com as especificações do Consumidor ou que serve para atender às necessidades individuais;

§10 RECLAMAÇÃO
1. O Vendedor responde perante o Cliente que é Consumidor em caso de incompatibilidade da Mercadoria com o contrato de venda referido na Lei de 30 de Maio de 2014 sobre os direitos dos consumidores (Diário das Leis polonês 2014 pos. 827).
2. As reclamações por incompatibilidade da Mercadoria com o contrato de venda podem ser apresentadas por escrito ao endereço do Vendedor (Departamento de Reclamações e Intervenção) ou através do correio eletrônico: autopecas@transitcenter.pt

2.1. Em caso dos Consumidores as reclamações devem ser apresentadas no prazo de até dois meses de ter descoberto o defeito que diminui o valor ou utilidade da Mercadoria por objetivo marcado no contrato.
2.2. Em caso dos empresários a perda dos direitos de garantia ocorre se o Comprador não examinou a Mercadoria no tempo e na forma aceitada em tais casos e não informou imediatamente o Vendedor sobre o defeito percebido e em caso em que o defeito apareceu depois - se não informou o Vendedor imediatamente após a detecção.

3. Ao apresentar uma reclamação por incompatibilidade da Mercadoria com o cotrato de venda, o Vendedor recomenda ao Comprador fornecer a informação de contato do Comprador, descrição detalhada das causas de reclamação e demandas contra o Vendedor e adicionar o documento de venda ou uma fotocópia. Recomendamos preencher o formulário de reclamação.
4. O Vendedor responde perante o Cliente que não é Consumidor em conformidade com as disposições do Código Civil em termos de garantia.
5. Areclamação de um Cliente que não é Consumidor sem document de venda adicionado não será considerada.
6. O Vendedor examina as reclamações no prazo de 14 dias após recebê – la ou a entrega de Mercadoria, se for preciso para considerer a reclamação.
7. Após apresentar a reclamação, o Comprador é obrigado, à pedido do Vendedor, se a análise da reclamação exige isso, fornecer a Mercadoria a custo próprio para o endereço indicado pelo Vendedor. As despesas de entrega da Mercadoria são devolvidas ao Comprador após aceitar a reclamação. O Comprador pode alternativamente tirar proveito da possibilidade de enviar a Mercadoria pelo serviço courier enviado pelo Vendedor. Para isso, entre em contato com o Departamento de Reclamações e Intervenção. Em caso de tirar proveito da possibilidade de enviar a Mercadoria pelo serviço courier enviado pelo Vendedor e a reclamação será considerada de forma negative, o Comprador cobre as despesas de entrega.
8. O Vendedor emite uma fatura IVA pelo serviço de transporte para o Comprador.

§11 GARANTIA
1. Em caso de Mercadorias cobertas de garantia, os direitos a esse respeito devem ser realizados de acordo com os termos estabelecidos no document de garantia.
2. Os direitos do Consumidor resultants da reclamação por incompatibilidade da Mercadoria com o contrato ou os direitos do Comprador que não é Consumidor em relação à reclamação em termos de garantia por defeitos não excluem, não limitem nem suspendem os direitos do Comprador resultants da garantia prestada por fiador – sob condições especificadas no document de garantia.

§12 PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS E DE PRIVACIDADE
1. O Usuário pode aceitar oo processamento dos seus Dados Pessoais pelo Vendedor de acordo com as condições do presente Regulamento. O consentimento para o tratamento dos dados pessoais é voluntário.
2. Os dados pessoais dos Usuários são tratados pelo Vendedor através o espaço de servidor fornecido pela empressa externa de hospedagem de sites.
3. O Vendedor é Administrador dos Dados Pessoais que processa os dados pessoais dos Usuários em conformidade com a lei, especialmente coma a Lei de 29 de Agosto de 1997 sobre a Protecção de Dados Pessoais (texto unificado: Diário das Leis polonês 2002, no 101, pos. 926, com alteraçoes) e da Lei de 18 de Julho de 2002 sobre os serviços eletrônicos (Diário das Leis polonês, no 144, pos. 1204, com alteraçoes).
4. Não obstante o consentimento para o tratamento de dados pessoais pelo Cliente, o Administrador trata os dados pessoais na medida do necessário para criar e dar forma ao conteúdo do Contrato, a mudança, solução e relização adequada das Encomendas por via eletrônica, liquidação do Usuário e para marketing de serviços próprios.
5. O administrador tem o direito de fazer a realização de Encomendas na Loja para os Clientes dependente da confirmação anterior de conformidade de dados pessoais através do envio de documentos relevantes, por exemplo uma fotocópia de um documento de identidade. O envio de uma fotocópia do documento é voluntária. Se uma fotocópia do documento não será enviado ou vai levantar uma dúvida razoável, o Administrador pode se recusar a venderMercadoria disponível na Loja ou excluir uma conta de Usuário.
6. O Usuário tem o direito de controlar os dados pessoais tratados em qualquer momento, bem como o direito de corrigi-los e um direito de oposição nos casos previstos nas disposições das leis, bem como exigir a sua remoção.
7. O usuário é obrigado a atualizar os Dados Pessoais compartilhados no formulário de inscrição imediatamente após cada alteração de Dados Pessoais.
8. Em caso de dúvidas quanto à compatibilidade com a verdade ou a atualidade dada pelo Usuário da Conta no formulário de inscrição (também como resultado de um pedido apresentado por outro Usuário) o Administrador (não obstante o acima estabelecido) obtem permissão para tomar as seguintes medidas:

8.1. pedir o Usuário para remover imediatamente os Dados Pessoais falsos ou atualização de Dados Pessoais;
8.2. bloqueio do acesso às Encomendas selecionadas na Loja para o Usuário;
8.3. bloqueio da Conta durante a investigação;
8.4. remoção irreversível de Conta.

9. O Administrador está autorizado a fornecer Dados Pessoais apenas para entidades autorizadas ao abrigo das disposições pertinentes da lei. O administrador não fornece os Dados Pessoais a terceiros contra a lei, em particular a pessoas não autorizadas.
10. Em caso de dados pessoais processados pelo Administrador em fins além dos necessários para fornecer os Serviços, o Usuário pode enviar um pedido para parar o processamento dos seus dados pessoais.

§13 DISPOSIÇÕES FINAIS
1. Nos assuntos não estabelecidos neste Regulamento produzem efeito as disposições do direito comum polonês, em especial as disposições do Código Civil, Lei de 30 de Maio de 2014 sobre os direitos dos consumidores.
2. O Regulamento não exclui nem restringe direitos nenhums do Comprador que é Consumidor os quais lhe correspondem nos termos das disposições imperativas da lei. Em caso de conflito entre as disposições do Regulamento e disposições imperativas da lei, que concedem os direitos aos Consumidores, a preferência é dada a essas disposições.
3. O Regulamento está disponível para todos os Compradores em versão eletrônica na página da Loja na pestana “Termos e condições”.
4. O Vendedor reserve – se o direito de alterar o Regulamento. A alteração do Regulamento entra em vigor na data especificada pelo Vendedor, não inferior a 7 dias desde o lançamento do Regulamento modificado na página da Loja. As encomendas feitas pelos Clientes antes da entrada em vigor do Regulamento com alterações são realizadas de acordo com as disposições anteriores. Os Usuários serão informados sobre a alteração do Regulamento através dos seus correios eletrônicos.
5. O contrato de venda das Mercadorias através da Loja está sujeita a lei polonesa. Ao fazer a Encomenda e aceitar o Regulamento, o Usuário autoriza a escolha da lei polonesa como aplicável ao contrato de venda através da Loja.
§14 DISPOSIÇÕES FINAIS
1. Nos assuntos não estabelecidos neste Regulamento produzem efeito as disposições do direito comum.
2. O Regulamento não exclui nem restringe direitos nenhums do Comprador que é Consumidor os quais lhe correspondem nos termos das disposições imperativas da lei. Em caso de conflito entre as disposições do Regulamento e disposições imperativas da lei, que concedem os direitos aos Consumidores, a preferência é dada a essas disposições.
3. O Regulamento está disponível para todos os Compradores em versão eletrônica na página da Loja na pestana “Termos e condições”. 4. A Plataforma ODR – Nos termos do art. 14 par. 1-2 do Regulamento do Parlamento Europeu e do Conselho (EU) no 524/2013 de 21 de maio de 2013, os consumidores podem tirar proveito de resolução extra-judicial de litígios relativos ao contrato de venda ou de prestação de serviços celebrados através da Internet. A disputa pode ser tomada para resolver usando uma plataforma da web, disponível em http://ec.europa.eu/consumers/odr